Quadras

Por onde a bolinha quica

Da redação em 20 de Agosto de 2012 às 13:43

TRIPLADINHA BRASILEIRA

O Brasil consegui 100% de aproveitamento nos últimos três Futures realizados em território nacional. Tanto em simples quanto nas duplas, foram os tenistas nacionais que levantaram a taça. Em Pelotas, Daniel Dutra da Silva e a dupla Fabrício Neis e Thales Turini saíram com o título. Em Americana, foi a vez de Diego Matos / Caio Silva e Tiago Lopes e, uma semana depois, José Pereira fez dobradinha, ganhando nas simples e nas duplas, ao lado de João Pedro Sorgi.

 

RESULTADOS
FUTURE DE PELOTAS (RS) – DE 23 A 29/07
Daniel Dutra da Silva (BRA) v. Maximiliano Estevez (ARG) 6/3, 2/6 e 6/3
Fabricio Neis (BRA) e Thales Turini (BRA) v. Diego Matos (BRA) e José Pereira (BRA) 6/4 e 6/2
FUTURE DE AMERICANA (SP) – DE 30/07 A 05/08
Tiago Lopes (BRA) v. Thales Turini (BRA) 7/5 e 7/6 (2)
Diego Matos (BRA) e Caio Silva (BRA) v. Wilson Leite (BRA) e Carlos Eduardo Severino (BRA) 6/0 e 7/6 (2)
FUTURE DE LORENA (SP) – DE 06 A 12/08
José Pereira (BRA) v. Nicolas Santos (BRA) 6/3 6/7 (4) e 6/3
José Pereira (BRA) e João Pedro Sorgi (BRA) v. Caio Silva (BRA) e Thales Turini (BRA) 3/6, 6/4 e 10/8

DUELO BRAZUCA

Valendo o título da quarta etapa do Circuito Future de Tênis Feminino, a paulista Roxane Vaisemberg, jogando em casa, levou a melhor sobre a carioca Ana Clara Duarte, faturando seu segundo título no ano. Nas quadras do clube Paineiras do Morumbi, ela precisou de cerca de três horas para bater Ana Clara por 2 sets a 1.

 

RESULTADOS
CIRCUITO FUTURE DE TÊNIS FEMININO (SP) – DE 30/07 A 04/08
Roxane Vaisemberg (BRA) v. Ana Clara Duarte (BRA) 6/4, 4/6 e 7/6 (7-3)

MASTERS DE TORONTO

Ron C. Angle/TPL

Novak Djokovic não se fez de rogado. Sem descanso depois dos Jogos Olímpicos, o sérvio embarcou para Toronto para disputar o Masters 1000 e – enquanto os outros top que se aventuraram no Canadá, como Jo-Wilfried Tsonga e Andy Murray, por exemplo, ficaram pelo caminho, cansados do esforço feito em Londres – faturou mais um torneio. Entre os “olímpicos”, os irmãos Bryan, que ficaram com o ouro nas Olimpíadas, se deram bem, ganharam o torneio e, mais do que isso, se classificaram para o Finals, em novembro.

MILHÃO

Marcelo Melo tornou-se o 10º tenista brasileiro a superar a marca de US$ 1 milhão na carreira depois de sua participação no ATP de Gstaad. Se pensarmos que o mineiro se especializou em duplas muito cedo na carreira, essa é uma marca relevante, pois ele quase sempre precisou dividir os prêmios que recebeu.

Washington Alves/AGIF/COB


Quadras

Artigo publicado nesta revista

O retorno de Sharapova

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O retorno de Sharapova

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas