Fisioterapia

Lesões de quadril

Quais são as mais comuns e como elas se dão?

Felipe Summa E Ricardo Takahashi em 20 de Agosto de 2012 às 13:50

Fotos: Ron C. Angle/TPL

NA PRIMEIRA PARTE do ciclo de matérias sobre a articulação do quadril foram abordados temas como sua importância no tênis, sua anatomia e o que acontece com a articulação durante o movimento (biomecânica). Nesta segunda parte, serão descritas as lesões mais comuns no tênis e como elas acontecem.

LESÕES MAIS FREQUENTES

IMPACTO FEMOROACETABULAR (IFA)

O QUE É?
Com a entrada de Gustavo Kuerten para o Hall da Fama, voltou à tona a lesão que o tirou das quadras: o Impacto Femoroacetabular, que ocorre devido a três tipos de predisposições anatômicas:

1. O tipo Cam ocorre quando a cabeça do fêmur apresenta uma alteração anatômica, não permitindo o encaixe perfeito entre o acetábulo e o fêmur, provocando o impacto entre essas duas estruturas.

2. O tipo Pincer acontece quando a alteração anatômica está presente no acetábulo.

3. O tipo Misto se dá quando a alteração anatômica está presente tanto no fêmur quanto acetábulo.

COMO ACONTECE?

A predisposição anatômica associada a certos movimentos de grande amplitude e agressividade, como os exigidos no tênis, pode intensificar o impacto na articulação. Os golpes que, com o passar do tempo, evoluíram e se tornaram cada vez mais agressivos ao corpo são o forehand e backhand (com duas mãos) em apoio "open stance": o tenista rebate a bola de frente para a quadra e, no caso de destros, gira o tronco sobre a perna direita.

QUAIS OS SINTOMAS?

Os sintomas mais comuns que surgem em quem apresenta impacto femoroacetabular são: dores na região da virilha; limitação de certos movimentos, como rotações medial e lateral; possivelmente uma degeneração da cartilagem e do "labrum" acetabular (artrose).

SÍNDROME DO PIRIFORME

O QUE É?
A Síndrome do Piriforme é uma compressão do nervo ciático provocada pelo espasmo ou tensão excessiva do piriforme. O piriforme é um músculo pequeno em formato de pera, localizado profundamente na região do quadril. O nervo ciático passa atrás ou através desse músculo.

COMO ACONTECE?

O músculo piriforme é um dos responsáveis pelo movimento de rotação lateral do quadril. Fundamentos que exigem muito desse movimento, associados com uma sobrecarga de treino e de jogos, podem provocar uma tensão excessiva, espasmo ou até mesmo contratura dessa musculatura. Nesses casos, ocorre uma compressão ou encarceramento do nervo ciático devido a essa estrutura passar muito próxima (ou através) do músculo piriforme.

QUAIS OS SINTOMAS?

Os sintomas mais comuns são dores em agulhada, queimação, choques ou sensação de formigamento na parte posterior e lateral da coxa. Esses sinais algumas vezes podem chegar até regiões mais inferiores, como joelho e pé, já que as ramificações do nervo ciático conduzem estímulos até lá.

*Em caso de dúvidas sobre as estruturas anatômicas, leia matéria de Fisioterapia na edição 105.

Cuidado! Não pode ser esquecido que ilustramos aqui apenas as alterações de quadril mais comuns e que é muito importante buscar maiores esclarecimentos sobre sinais e sintomas com um fisioterapeuta ou médico especializado.

Colaboradores: Claudia Tamachiro, Fábio Cardoso, Marcelo Godoi Cavalheiro e André Wever

Referências: The Concept of Femoroacetabular Impingement. Michael Leunig, Paul E. Beaule, Reinhold Ganz; Clin Orthop Relat Res (2009) 467:616-622. Hip morphology influences the patt ern of damage to the acetabular carti lage: FEMOROACETABULAR IMPINGEMENT AS A CAUSE OF EARLY OSTEOARTHRITIS OF THE HIP. M. Beck, M. Kalhor, M. Leunig, R. Ganz; J Bone Joint Surg [Br] (2005):87-B:1012-18.


Preparação Física/Fisioterapia

Artigo publicado nesta revista



O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas