Revista Tênis

Tricia Vieira/Fotoarena

DESDE 2004, O BRASIL NÃO DISPUTA a repescagem para o Grupo Mundial II da Fed Cup, equivalente à segunda divisão da Fed Cup. Na ocasião, o time comandado por Andréa “Dadá” Vieira perdeu para a Croácia no Clube Paineiras, em São Paulo, e desde então, o País viveu um processo de ostracismo, sem nenhuma perspectiva de sucesso.

Mas com Teliana Pereira beliscando o top 150 da WTA e tentando ingressar em torneios maiores, a boa fase de Paula Gonçalves e as jovens Laura Pigossi e Beatriz Haddad Maia em alta na transição para o profissional, o time viajou para Medellín confiante para a disputa do Zonal Americano I.

CAMPANHA

Lideradas por Carla Tiene, ex-tenista e que participou do confronto diante da Croácia há nove anos, as meninas do Brasil caíram em uma chave teoricamente mais fraca, sem a presença da anfitriã Colômbia e do Canadá. Com três vitórias diante de Chile, México e Paraguai no Grupo B, sem perder um ponto, as brasileiras se classificaram para a final diante das canadenses, que apostavam no talento de Eugenie Bouchard, campeã juvenil de Wimbledon 2012. Com uma vitória de Paula, o Brasil saiu na frente, mas o Canadá, no fim, virou.

Dessa forma, o time canadense enfrenta a Ucrânia, derrotada na primeira rodada do Grupo Mundial II, entre 20 e 21 de abril. O Brasil, mais uma vez, terá que disputar o Zonal em 2014, porém o elenco embarcou de volta com o sentimento de dever cumprido com uma equipe em processo de renovação. “Esse resultado mostra que temos boas jogadoras e um time. Já fizemos uma boa campanha, mas agora temos que dar continuidade a esse trabalho para colher os frutos”, declarou Teliana, que voltou a defender as cores do Brasil após ficar de fora em 2012.

“A derrota dói, porque sabemos que foi por muito pouco, mas o que marca é o espírito de luta e muita união, e esse nosso time sabe muito bem o que isso quer dizer. É um orgulho vestir essa camisa e representar o Brasil”, disse Paula, que terminou o Zonal invicta com quatro vitórias em quatro jogos.

FED CUP – Zonal Americano I - Final CANADÁ 2X1 BRASIL,
Country Club de Ejecutivos, Medellín, Colômbia
Paula Gonçalves (BRA) v. Sharon Fichman (CAN) 0/6, 6/0 e 6/4
Eugenie Bouchard (CAN) v. Teliana Pereira (BRA) 6/2 e 6/2
Gabriela Dabrowski e Sharon Fichman (CAN)
v. Teliana Pereira e Laura Pigossi (BRA) 7/6(4) e 7/5

Torneio

Artigo publicado nesta revista

Implacável

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano



Receba o boletim Revista Tênis

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas

Mais lidas

1 100 Dicas para melhorar o seu jogo Especial
2 As 20 maiores musas do tênis! Especial
3 Jim Courier compara tênis bailarino de Federer com batalha de Nadal em quadra Notícias
4 Expediente Expediente
5 10 Principais habilidades psicológicas Instrução - Mental
6 Hora da troca de corda Equipamento
7 Brasil Open anuncia redução de valores nos ingressos e Feliciano Lopez para a edição de 2015 Notícias
8 Rafael Nadal assina contrato como embaixador global da Tommy Hilfiger Notícias
9 O que comer antes, durante e após uma partida? Saúde/Nutrição
10 ATP anuncia calendário de 2015 e Brasil Open não tem data certa Notícias