Renascimento

Editorial - Edição 140

Da redação em 23 de Maio de 2015 às 00:00

Por mais que queiram, as “viúvas” de Guga já não têm argumento para falar mal do tênis brasileiro. Sete anos depois da aposentadoria definitiva de Gustavo Kuerten – o ídolo que colocou a “barra” fora da altura padrão antes considerada completamente inalcançável pelo nosso tênis e, na cabeça dos fãs mais apaixonados, estabeleceu que tenistas que não vencem Grand Slams e não se tornam número 1 do mundo não são dignos de vestir a “camisa amarela” –, podemos dizer que, enfim, o tênis brasileiro está estruturado.

A tão aguardada vitória de Teliana Pereira no WTA de Bogotá, mais de 20 anos depois da última conquista de uma brasileira em um evento desse porte, completou o quadro que tanto se esperava da modalidade quando Guga despontou. Mais do que um fenômeno isolado, hoje temos um leque maior de possibilidades. Temos simplistas, homens e mulheres, que, quando inspirados, são capazes de vencer grandes torneios. Temos duplistas que já ganharam Grand Slams e ainda prometem mais. Temos juvenis talentosos que despontam e vêm conquistando títulos inéditos para o país.

Sim, ainda temos desafios a superar em termos estruturais, mas não estamos mais órfãos. Agora, podemos torcer. E como foi bom torcer por Teliana. Sua história de superação certamente serve de exemplo para outras tantas meninas. Sua conquista deve abrir portas para um futuro ainda mais interessante no tênis feminino. Na verdade, já abriu, pois, não podemos esquecer que, horas depois de ela ter vencido, Beatriz Haddad Maia e Paula Gonçalves faturaram o título em duplas no mesmo torneio. Um feito e tanto. Esta edição, portanto, é dedicada a essas heroínas.

No entanto, também trazemos outros assuntos importantes. Primeiramente, fazemos um alerta sobre os perigos que o submundo das apostas esportivas apresentam para os jovens que dão seus primeiros passos no circuito profissional. Depois, você vai conferir dicas essenciais para fechar a rede nas duplas. Em seguida, os professores saberão como atrair e cativar mais crianças em suas aulas.

Tudo isso e muito mais você encontra em nossas páginas.

Bom jogo!
Arnaldo Grizzo e Christian Burgos


Editorial Teliana Pereira WTA Bogotá Beatriz Haddad Maia Paula Gonçalves

Artigo publicado nesta revista

Revista TÊNIS 140 · Maio/2015 · Teliana Pereira

O renascimento do tênis feminino e o fim de um jejum de 27 anos

O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas