Revista TÊNIS

Por onde a bolinha quica

Festa italiana em Sampa / Flashback / Vai, molecada! / É deca! / Fim do tabu / Nas praias / Bons nomes

Da redação em 26 de Dezembro de 2013 às 00:00

Festa italiana em Sampa

Em novembro, o italiano Filippo Volandri deu mais uma prova de como gosta de jogar em São Paulo. Após participações de destaque no Brasil Open em 2012 e 2013, derrotando Thomaz Bellucci em ambas as oportunidades, o ex-top 25 fez prevalecer sua experiência no ATP Tour Challenger Finals, disputado nas quadras da Sociedade Harmonia de Tênis. Depois de derrota na estreia, Volandri venceu quatro jogos seguidos e levantou o caneco ao bater o colombiano Alejandro Gonzalez, exatamente seu algoz no primeiro jogo, com parciais de 4/6, 6/4 e 6/2. Com isso, o torneio paulistano tem seu terceiro vencedor diferente – em 2011, o alemão Cedrik-Marcel Stebe foi o campeão, enquanto que o argentino Guido Pella levou a melhor no ano passado.

 

Flashback

Em 2012, Radek Stepanek foi o herói da República Tcheca ao derrotar o espanhol Nicolas Almagro no quinto jogo da final da Copa Davis. E não é que o jogador de 35 anos repetiu a dose nessa temporada? Em Belgrado, nem mesmo as duas vitórias de Novak Djokovic e a barulhenta torcida sérvia foram suficientes para frear o ímpeto do esquadrão tcheco. Com a série empatada em 2 a 2, coube a Stepanek fechar a tampa do caixão ao derrotar o jovem Dusan Lajovic, que entrou de última hora para substituir Janko Tipsarevic, por implacáveis 3 sets a 0. Dessa maneira, o veterano é o primeiro jogador da história da competição a ganhar a quinta partida em duas finais seguidas.

 

Vai, molecada!

Nesse fim de ano, a garotada do Brasil aproveitou as férias para jogar e conquistou um importante resultado no circuito juvenil. Os gaúchos Gabriel Hocevar e Rafael Matos, dois nomes importantes da nova geração do tênis nacional, foram campeões juntos da 27º Yucatan Cup, competição disputada em Mérida, no México. Os atletas de 17 anos venceram a chave de duplas do torneio G1 ao derrotarem na final a parceria do russo Roman Safiullin e do croata Nino Serdarusic, cabeças 1, por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 10/3.

Gabriel Hocevar
Gabriel Hocevar

 

É deca!

Os paulistas deram um show na capital federal no mês de novembro e conquistaram a Copa das Federações, a maior competição por equipes do Brasil, e que reuniu 229 inscritos no Clube Exército de Brasília. Assim como em 2012, São Paulo prevaleceu na pontuação geral ao final dos três dias de torneio e se sagrou campeão pela 10ª vez, superando a equipe do Paraná por 124 pontos a 104. Minas Gerais terminou em terceiro lugar, com 92 pontos, seguido do Distrito Federal, com 88. Os paulistas foram os melhores em três categorias, nos 14 anos feminino, no sub-25 anos masculino e nos 12 anos masculino, essa última definindo o troféu para o estado com a vitória de Mateus Alves, quarto colocado do ranking CBT, diante do mineiro João Pedro Ferreira, sexto do ranking nacional.

Fim do tabu

Teliana Pereira fez o melhor ano da carreira após chegar à semifinal do WTA de Bogotá, entrar no grupo das 100 melhores, mas faltou o gostinho de jogar uma chave principal de Grand Slam. E depois de ver a vaga escapar em Roland Garros e no US Open, a pernambucana assegurou seu lugar na chave do Australian Open 2014. Assim ela quebrará o incômodo jejum de 20 anos sem representantes do País nos quatro maiores eventos do calendário. A última a jogar um Major foi Andrea “Dadá” Vieira, que chegou à segunda rodada do US Open de 1993. Antes de jogar em Melbourne, Teliana, 98ª do ranking, disputa os WTAs de Brisbane e Hobart como preparação para o primeiro Slam de 2014.

 

Nas praias

A praia de Maresias, litoral paulista, recebeu, em novembro, o evento “Way of Life”, que apresentou disputas de beach tennis nas categorias feminina, masculina e mista. O ex-goleiro Zetti, do São Paulo, e a ex-jogadora de vôlei, Ida, marcaram presença nas areias. Aliás, a medalhista de bronze na Olimpíada de Atlanta disputou a competição e ficou com o vice-campeonato. Cerca de 2 mil pessoas desfrutaram de um fim de semana de esporte e praia.

 

Bons nomes

A gaúcha Gabriela Cé aproveitou muito bem a sequência de torneios no Brasil e venceu três torneios seguidos entre novembro e dezembro. Foram dois troféus no Clube Monte Líbano, em São José do Rio Preto, e outro no Clube de Campo São Paulo, na capital paulista. A jovem de 20 anos somou 18 jogos de invencibilidade e consolidou sua posição como quinta melhor tenista do País. No masculino, o paulista Rafael Camilo conquistou o primeiro título em três anos ao levantar a taça do Future de Foz do Iguaçu, no Paraná. O irmão do judoca Tiago Camilo ficou quase um ano parado por contusão e tenta se recuperar na carreira. O grande momento de Camilo aconteceu em 2011, quando foi vice-campeão do Aberto de São Paulo.

RESULTADOS
ITF US$ 10.000 de São José do Rio Preto (Brasil) – 11 a 17 de novembro
Final de simples: Gabriela Cé (BRA) v. Nathália Rossi (BRA) 7/6(3) e 6/3
Final de duplas: Suellen Abel e Eduarda Piai (BRA) v. Gabriela Cé e Nathália Rossi (BRA) 6/3 e 7/6(3)
Challenger de Lima (Peru) – 11 a 17 de novembro
Final de duplas: Andres Molteni (ARG) e Fernando Romboli (BRA) v. Marcelo Demoliner (BRA) e Sergio Galdos (PER) 6/4 e 6/4
Future de Foz do Iguaçu (Brasil) – 25 de novembro a 1 de dezembro
Final de simples: Rafael Camilo (BRA) v. Facundo Mena (ARG) 7/5 e 6/3
Final de duplas: Wilson Leite (BRA) e Christian Lindell (SWE) v. Facundo Mena e Joaquin Monteferrario (ARG) 4/6, 6/4 e 12/10
ITF US$10.000 de São Paulo (Brasil) – 25 de novembro a 1 de dezembro
Final de simples: Gabriela Cé (BRA) v. Andrea Benitez (ARG) 7/6(5) e 7/5
Final de duplas: Nathaly Kurata e Eduarda Piai (BRA) v. Gabriela Cé (BRA) e Pei-Chi Lee (TPE) 6/1, 1/6 e 10/8
US$ 25.000 de Monterrey (México) – 25 de novembro a 1 dezembro
Final de duplas: Florencia Molinero (ARG) e Laura Pigossi (BRA) v. Indy De Vroome (NED) e Lenka Wienerova (SVK) 7/5 e 7/5
Future de Porto Alegre (Brasil) – 2 a 8 de dezembro
Final de duplas: Rafael Camilo e Fabricio Neis (BRA) v. José Pereira e Alexandre Tsuchiya (BRA) 6/4 e 7/6(4)
ITF de US$10.000 de São José dos Campos (Brasil) – 2 a 8 de dezembro
Final de duplas: Eduarda Piai (BRA) e Nadia Podoroska (ARG) v. Fernanda Brito (CHI) e Stephanie Mariel Petit (ARG) 7/6(4) e 7/5

Quadras Filippo Volandri Thomaz Bellucci ATP Tour Challenger Finals Radek Stepanek Gabriel Hocevar Rafael Matos Copa das Federações

Artigo publicado nesta revista


REVISTATENIS.COM.BR VOLTA ÀS QUADRAS MAIS ÁGIL DO QUE NUNCA


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas