Nome CompletoJoão Olavo Soares de Souza
Também conhecido comoJoão Souza
Como/pelo que é mais conhecidoJoão Souza
Data Nascimento27/05/1988
32 anos, 1 mês
Local NascimentoMogi das Cruzes, Brasil
Facebook Oficial Feijão
Twitter Oficial Feijão
Wikipedia Feijão

Bom saque e dedicação em quadra fizeram de Feijão um dos principais tenistas brasileiros depois da 'Era Guga'

João Souza, o Feijão, é hoje o tenista número 2 do Brasil, atrás apenas de Thomaz Bellucci, e é um dos maiores destaques da geração pós-Gustavo Kuerten.

Apelido

Citar João Souza no esporte brasileiro é praticamente falar de um desconhecido. O paulista nascido em Mogi das Cruzes é amplamente conhecido pelo seu apelido: Feijão.

E a origem da alcunha é óbvia: Souza adora o prato, tipicamente brasileiro. O apelido surgiu em um torneio juvenil, quando um amigo ficou impressionado com a quantidade de feijão colocada no prato do jovem tenista. O nome pegou, e ele mesmo nunca se importou com o fato.

Início

Feijão é filho de um tenista amador, o que facilitou sua entrada no esporte. Aos 9 anos de idade, o brasileiro deu seus primeiros passos nas quadras de Mogi Mirim. Seu nome tornou-se mais conhecido, no entanto, quando, aos 16 anos, ele fez uma boa campanha no Banana Bowl, tradicional torneio juvenil disputado em São Paulo. João Souza foi derrotado apenas na semifinal, para o espanhol Albert Ramos, que se sagrou campeão.

Foi nos torneios de Challenger que Feijão teve maior destaque como profissional em seu início de carreira. Após algumas semifinais em 2008 e 2009, o brasileiro foi finalista em Medellin, na Colômbia.

Evolução

Em 2010, Feijão conseguiu o primeiro bom resultado em um torneio ATP. O brasileiro foi semifinalista do ATP 250 de Viña Del Mar, no Chile. A derrota surgiu apenas diante de Juan Monaco, argentino TOP 30 na época.

No ano seguinte, após ter destaque em mais um ATP 250, o brasileiro conseguiu, pela primeira vez, entrar no TOP 100 do ranking da ATP. Também em 2011, Feijão conseguiu uma classificação inédita de US Open, mas perdeu na primeira rodada do Grand Slam.

Número 1

Feijão chegou a disputar o posto de tenista número 1 do Brasil com Thomaz Bellucci. E essa posição chegou a ser confirmada em 2014, quando o João Souza se consagrou campeão do torneio de Challenger de São Paulo, logo no início da temporada.

No mesmo ano, Feijão chegou a mais uma final de Challenger, dessa vez na Colômbia. O título, no entanto, ficou com o dominicano Victor Estrella Burgos, que estava entre os 100 melhores tenistas do mundo. Com a boa campanha, o brasileiro chegou a 93ª posição do ranking da ATP.

Foi também contra Burgos que Feijão alcançou o melhor resultado em um torneio da ATP, precisamente em Quito, em 2015. No mesmo ano, ele foi semifinalista do Brasil Open, disputa que também tem a chancela de ATP 250.

Duelo das sete horas

Um fato de 2015 marcou a carreira de Feijão. O brasileiro bateu o recorde de jogo mais longo da história da Copa Davis. A partida contra o argentino Leonardo Mayer durou 6h43. O rival do país vizinho saiu vencedor do duelo, mas o evento marcou o torneio que reúne enfrentamentos entre equipes de países.

Com o jogo, Feijão ficou marcado pela raça apresentada. O Brasil vencia o duelo contra os argentinos por 2 a 1, e a vitória garantiria a equipe do país na próxima fase. Após a derrota, o compatriota Thomaz Bellucci não resistiu ao duelo seguinte, e os brasileiros foram eliminados.

O jogo de quase sete horas deixou para trás o duelo mais longo até então, que envolvia uma das lendas do tênis. John McEnroe enfrentou Mats Wilander, em uma partida de 6h22.