Ashleigh Barty
Nome CompletoAshleigh Barty
Também conhecida comoAshleigh Barty
Data Nascimento24/04/1996
23 anos, 5 meses
Local NascimentoIspwich, Austrália
Twitter Oficial Ashleigh Barty
Instagram Oficial Ashleigh Barty
Wikipedia Ashleigh Barty

Campeã de Roland Garros 2019, a australiana domina fundamentos do tênis e também mostrou talento para o críquete

Ashleigh Barty começou a jogar tênis cedo. Aos 5 anos, a futura número #1 do mundo já dava suas primeiras raquetadas. Com 12, ela impressionava jogando contra adultos de Springfield, cidade em que cresceu. Com apenas 15 anos, a australiana alcançou o posto de 2ª colocada do ranking juniores da ITF após levantar o troféu de Wimbledon.

Leia mais:
Confira a biografia dos principais tenistas do mundo

Sua carreira profissional começou com bons resultados jogando em duplas, com destaque para o ano de 2013, no qual Ashleigh se tornou a finalista mais nova de um Grand Slam desde Tatiana Golovin em 2004. Jogando ao lado de sua compatriota Casey Dellacqua, ela alcançou a final do Australian Open com 17 anos. No mesmo ano, ela foi finalista de Wimbledon e do US Open junto com sua parceria

As responsabilidades aumentavam conforme seus resultados melhoravam. Cansada, Barty decidiu dar uma pausa na carreira para recuperar-se das inúmeras viagens e das inesgotáveis sessões de treino. A pausa durou 18 meses, de setembro de 2014 ao início de 2016. E a australiana rumou um caminho inusitado: tornou-se jogadora de uma liga semi-profissional de críquete, provando que nasceu para a prática de esportes.

Divulgação/ Twitter

Divulgação/ Twitter

A pausa fez bem para Barty. Com energia renovada e focada, ela trabalhou seu estilo de jogo, tornando-o ainda mais balanceado e eficaz. A jovem tenista tem um ataque tão bom quanto a defesa, utiliza de slices perigosos no backhand e subidas muito positivas na rede.

Os resultados apareceram e Barty finalizou as temporadas de 2017 e 2018 no TOP 20 da WTA. Em 2019, ela conqusitou o título do Premier Mandatory de Miami e, meses depois, faturou seu 1º Grand Slam em Roland Garros. Tais conquistas a ajudaram a subir para o posto de número #1 do mundo.

Barty é filha da inglesa Josy Barty e de Robert Barty, descendente do povo indígena australiano Ngarigo. A tenista usa hoje seu espaço na mídia e organizações para conscientizar as pessoas da importância de uma maior participação indígena no esporte, sendo reconhecida como embaixadora nacional do tênis indígena.