ATP Tour

Ranking ATP: entenda a diferença entre o ranking comum e o ranking da temporada

Entenda sobre e não fique sem saber como funciona


 Stefanos Tsitsipas

Foto: Divulgação/ US Open 

O circuito da ATP Tour é composto dois rankings diferentes, com cada um servindo a um propósito diferente. Ambos servem para elencar os melhores jogadores do mundo do tênis, mas geram dúvidas para os fãs do esporte, que sem sempre sabem a diferença entre o Ranking Mundial, ou Ranking Comum, e o Ranking da Temporada, também chamado de Corrida para Londres. 

Leia mais

+ Let: entenda como funciona essa regra no tênis

+ Rafael Nadal: conheça 7 conquistas que só o Rei do Saibro tem

Você conhece para que cada um dos dois serve? Para solucionar as dúvidas, a Revista Tênis preparou um guia simples para você rapidamente entender a diferença. Confira:

Ranking Mundial (Ranking Comum)

Essa é a lista que define o melhor tenista do mundo e organiza os jogadores conforme os pontos conquistados nas 52 semanas anteriores. Através dele são definidos os tenistas que podem entrar para a disputa de cada torneio, bem como os cabeças de chaves dos torneios. O atual líder desse ranking é o espanhol Rafael Nadal, com 9.985 pontos.

Os pontos são ganhos nos torneios, onde cada tipo de competição dá ao jogador um número de pontos, e quanto mais longe o atleta vai no torneio, mais pontos ele recebe. São considerados os pontos dos tenistas nos 4 Grand Slams, 8 Masters 1000, o ATP Finals e os seis melhores resultados em torneios das séries ATP 500, ATP 250, ATP Challenger Tour e Future. Para cada Grand Slam ou Masters 1000 que um tenista não estiver na chave principal ou na lista de inscrição inicial, o número de resultados de torneios considerados é aumentado em 1.

Depois de 52 semanas, os pontos são zerados. Para entender, suponha que um atleta seja campeão do Masters 1000 de Madrid. Com o título, o atleta receberá 1000 pontos que serão adicionados ao ranking. No ano seguinte, quando o atleta retornar ao mesmo torneio, ele tentará "defender o título”, ou seja, manter seus pontos. Quando o torneio iniciar, os 1000 pontos serão retirados de sua posse, mas caso seja campeão novamente, ele defenderá seus pontos e retomará a posse dos mesmos. Caso ele não seja campeão, será adicionado ao ranking somente o que conquistar no torneio. Se o atleta for finalista, ele receberá apenas os 600 pontos dados para essa fase, que serão acrescentados no ranking.

Ranking anual / temporada:

Esse ranking só soma os pontos conquistados na temporada corrente. O ranking é zerado assim que cada ano se inicia e os tenistas que conseguem somar mais pontos no decorrer do ano durante os torneios tendem a ter melhor posição no ranking comum. 

Corrida para Milão:

O Ranking da  corrida para Milão é um indicador de quem são os principais jogadores com 21 anos ou menos que a partir de 1 de janeiro de 2019 a 28 de outubro de 2019 disputam a vaga. Os 7 melhores jogadores de 21 anos ou menos do ranking se classificam para o torneio, além de um Wild Card que será concedida a um jogador italiano.

Ranking de duplas:

O Ranking de Duplas da ATP baseia-se no cálculo, para cada jogador, de seus 18 melhores resultados em todos os torneios elegíveis, incluindo as Nitto ATP Finals (Duplas) disputadas no período de 52 semanas. 

Quando dois ou mais jogadores tiverem o mesmo número total de pontos, os empates serão interrompidos da seguinte forma:
 
1) O menor número de eventos disputados
2) O maior número de pontos combinados nos torneios obrigatórios do Grand Slams, ATP Tour Masters 1000 e, se ainda estiverem empatados
3) O maior número de pontos de um único torneio, depois, se necessário, o segundo maior e assim por diante.

Da redação

Publicado em 12 de Dezembro de 2019 às 19:14


Notícias ranking atp como funciona