Grama sagrada

Brasil conta com dez tenistas na chave principal de Wimbledon

Competição mais antiga da história do tênis começa na próxima segunda-feira

Da redação em 28 de Junho de 2017 às 09:24

 

 

O único Grand Slam disputado em quadras de grama, o torneio de Wimbledon, começa na próxima segunda-feira em Londres. Em 2017, o Brasil contará com a presença de dez tenistas nas categorias masculino, feminino e juniores, todos classificados para a chave principal da competição mais antiga da história do tênis. 

Na chave principal estão garantidos nas disputas de simples os brasileiros Thomaz Bellucci, Thiago Monteiro e Rogério Dutra Silva. No feminino, Bia Haddad Maia. Nas disputas de duplas, Marcelo Melo, Bruno Soares, Marcelo Demoliner, André Sá, Thomaz Bellucci, André Sá e Rogério Dutra Silva. No juvenil, Thiago Wild e Thaise Pedretti. 

Esta será a oitava participação de Thomaz Bellucci no Grand Slam britânico. O melhor resultado do principal brasileiro no ranking da ATP foi em 2010, quando alcançou a terceira rodada. “É sempre um pouco diferente jogar em grama, peculiar, porque às vezes você pode pegar caras que no saibro ou na rápida você pode ganhar facilmente, mas que na grama o cara complica. No sorteio acaba sendo importante pegar uma primeira rodada mais tranquila, um cara que te dá mais ritmo”, falou o tenista número 52º do mundo.

O Brasil terá também dois representantes no juvenil, Thiago Wild no masculino e Thaise Pedretti no feminino. “Wimbledon assim como todos os Grand Slams são sempre um momento especial para o Programa Juvenil, da CBT. No recente passado foram momentos de conquistas e passos importantes conquistados por nossos atletas. Este ano, apesar de um número menor de participantes, sempre estamos otimistas de poder chegar nas instâncias finais”, afirmou o coordenador de alto rendimento da CBT, Patrício Arnold.

O histórico do Brasil 

Os tenistas brasileiros já conquistaram importantes resultados em Wimbledon. No profissional, Gustavo Kuerten chegou às quartas de final em 1999. André Sá atingiu as quartas em 2002. Nas duplas, Marcelo Melo foi vice-campeão em 2013 e semifinalista em 2007, juntamente com André Sá. Bruno Soares alcançou as quartas de final em 2009, 2014, 2015 e 2016. No juvenil, o Brasil conquistou o título de duplas em 2015 com Orlando Luz e Marcelo Zormann.

Fonte: CBT 


Notícias

O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas