Em busca do bi

Wawrinka vence Murray em jogaço de cinco sets e quase cinco horas e se classifica para a final

Suíço pode ganhar seu segundo Roland Garros em três anos. Adversário sai da semifinal entre Nadal e Thiem

Por Rodrigo Soares em 9 de Junho de 2017 às 12:44


Em um grande jogo, disputado em alta intensidade e qualidade, o suíço Stanislas Wawrinka venceu o britânico Andy Murray, número 1 do mundo, por 3 sets a 2, parciais de 6-7(6),6-3,5-7,7-6(3) e 6-1, em 04 horas e 37 minutos.
 
No primeiro set, o equilíbrio foi grande até o oitavo game. Com 3-4 e sacando, Andy Murray acabou cedendo o seu saque, na segunda oportunidade que deu ao suíço para quebrar seu serviço. No game seguinte, porém, sacando para o set, Stan Wawrinka não conseguiu confirmar seu saque e Murray devolveu a quebra. O set acabou indo para o tiebreak e nele os sacadores foram muito mal, cedendo incríveis nove minibreaks. Melhor para Murray, que fechou o game de desempate em 8-6. 
 
Wawrinka veio determinado a empatar a partida no segundo set e atacou bastante o segundo serviço de Murray. Foram 18 winners do suíço na segunda parcial e, apesar de ter cometido 15 erros não forçados, o atual número 3 do mundo conseguiu duas quebras em cima do líder do ranking, no sétimo e no nono games, fechando a série em 6-3.
 
O terceiro set começou como acabou o segundo: o suíço vindo com tudo, arriscando nos golpes, buscando as linhas e, dessa forma, quebrou o serviço de Murray logo no segundo game. O britânico, então, voltou para o jogo, reagindo e quebrando o saque de Stan no quinto e sétimos games. Entre essas quebras, no entanto, Murray cedeu seu serviço no sexto game, após quatro breakpoints contra.
 
Com o saque em 5-5, o suíço teve uma queda de concentração e jogou muito mal seu game de saque, fazendo apenas um ponto. Murray, então, sacou no décimo-segundo game e fechou o set em 7-5.
 
No quarto set, o panorama se modificou bastante, com os sacadores levando nítida vantagem sobre os recebedores. Nenhuma quebra de saque e nenhuma oportunidade de quebra também. Dessa maneira, a parcial foi para o tiebreak, mas dessa vez o suíço levou a melhor, impondo-se e fechando em 7-3.
 
A derrota no set desanimou Murray, que também demonstrava cansaço. O quinto set foi um passeio de Stanislas Wawrinka, que por pouco não aplicou um sonoro pneu no oponente. Sacando em 5-0, Stan teve uma queda de concentração e cedeu seu saque a Murray. Depois, quebrou outra vez o britânico e se qualificou para sua segunda final no saibro francês: em 2015, Wawrinka foi campeão, vencendo Djokovic por 3-1 na final. 
 

Estatísticas do Jogo

MURRAY Serviço  WAWRINKA
1 Aces 6
5 Duplas Faltas 3
58% Percentual 1o serviço 60%
66% (66/100) Pontos ganhos no 1o serviço 66% (65/99)
47% (34/73) Pontos ganhos no 2o servço 61% (41/67)
36% (5/14) Break-points salvos  58% (7/12)

Notícias


O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas