Tênis Universitário

No vídeo, a verdade

O que os treinadores universitários norte-americanos querem ver nos vídeos de recrutamento?

Por Nicolai Nonnenbroich em 15 de Maio de 2017 às 18:10

Antes de tratar do assunto dos vídeos de recrutamento e o que acho que deveria ser incluído neles, deixe-me dizer que o vídeo é um plus ao seu perfil global. Estamos muito mais interessados nos seus resultados no tênis e na escola.

Dito isso, um bom vídeo de recrutamento pode (e deve) nos dar uma impressão sólida das suas habilidades e, definitivamente, é benéfico para o seu sucesso em ser recrutado para um programa mais forte. Assisti a centenas de vídeos e, infelizmente, apenas uma pequena fração deles realmente têm o tipo de conteúdo que estamos buscando.

Meu primeiro conselho para os jogadores, pais e agências de colocação: não copiem o que todos estão fazendo! É fácil ir no YouTube, olhar os diferentes vídeos com grande custo de produção e pensar que você precisa fazer ainda melhor para ser notado.

A verdade é que você não precisa. Cerca de 90% dos vídeos no YouTube parecem com isso: pequena introdução com fatos sobre o jogador... começa a música... 10 minutos de drills de 10 ângulos diferentes de câmera... 2 minutos de jogo de verdade.

Aqui está o que acontece quando eu assisto a isso (e a maioria dos outros treinadores com que discuti esse assunto): Música... Mudo... drills... Fast Forward... mais drills... Fast Forward... ainda mais drills... Fast Forward. Observo um ou dois pontos, pois a maioria deles foram combinados em um jogotreino e terminam com um winner fácil. Fim.

Isso pode soar meio cruel, mas você precisa entender a perspectiva dos treinadores. Nós basicamente assistimos a vídeos com um grande valor de produção, mas muito pouca informação sobre o comportamento do tenista em uma situação real de jogo.

O quão bem você pode bater bolas cruzadas de forehand por 10 minutos ou que você pode cravar saques sem a pressão de ter um recebedor do outro lado da quadra, não importa.

Recomendações

Esqueça todos os artifícios. Nunca um jogador foi recrutado com base no forehand filmado em slow-motion de frente em preto e branco (e acredite, isso está lá). Aqui está a minha recomendação de conteúdo para um bom vídeo de recrutamento:

  • Uma breve introdução sobre si mesmo (opcional, mas sempre apreciada);
  • Jogos não editados de torneios em alta definição de um ângulo que torne ambos os jogadores visíveis;
  • Jogos de duplas.

É isso! Partidas de torneios darão aos treinadores a informação mais importante que eles querem conseguir em seu vídeo: como você compete em uma situação real. Incluir duplas no vídeo é muito importante, mas é um elemento quase completamente negligenciado.

Sabendo que a maioria dos novatos têm problemas com as duplas quando começam, demonstrar que você tem instintos de dupla estabelecidos pode ser um grande fator para o seu sucesso no recrutamento, especialmente em D2 e D3.

Por favor, lembre-se que diferentes treinadores procuram por coisas diferentes. Estou dando a minha perspectiva baseada na minha própria experiência e muitas conversas que tive sobre esse assunto com outros colegas em todas as divisões universitárias.

Nicolai Nonnenbroich é treinador assistente do time masculino na James Madison University e escreve para o site www.tennisconsult.com.


Notícias


O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas