Revista TÊNIS

Trajetória

Com voto de Petkovic, Li espera fazer história para China em Melbourne

Chinesa pode se tornar primeira jogadora de seu país a alcançar final de Major e quer aproveitar invencibilidade nesta temporada para bater Wozniacki

Da redação em 25 de Janeiro de 2011 às 08:08

Divulgação
Na Li chegou novamente à semifinal em Melbourne após vitória sobre Petkovic nesta terça
Em 2010, o país mais populoso do mundo teve duas razões para comemorar o resultado no primeiro Grand Slam do ano. Pela primeira vez na história do tênis, duas jogadoras da China chegavam a uma semifinal de um evento Major e as representantes de tal feito eram Jie Zheng e Na Li. Infelizmente, ambas caíram na penúltima rodada diante de Justine Henin e Serena Williams. Nesta temporada, era difícil prever que as chinesas voltariam a roubar a cena em Melbourne Park, porém a experiente Na Li voltou a dar as cartas e figura novamente nas semifinais nesta temporada.

Divulgação
Chinesa tem mostrado grande forma em 2011 com 100% de aproveitamento
Com um tênis sólido no começo do ano, a chinesa de 28 anos está invicta em 2011 e vem de um título no forte Premier de Sydney, após desbancar a favorita Kim Clijsters na decisão. Em Melbourne, uma campanha impecável sem perder sets e a nona cabeça-de-chave chega mais uma vez ao auge em um Grand Slam. A fim de se tornar a primeira chinesa a jogar uma decisão de um evento deste porte, Li terá pela frente a dinamarquesa Caroline Wozniacki, atual líder do ranking, que passou por Francesca Schiavone em três sets também nesta terça-feira.

Após a vitória diante Andrea Petkovic, Li foi surpreendida em sua coletiva de imprensa quando foi informada que a alemã havia declarado que a chinesa é sua favorita para vencer na Austrália. "Gostaria de poder vencer o torneio. Digo, primeiramente, obrigado pelas palavras dela (Petkovic). Talvez ela esteja muito confiante. Mas, para vencer aqui, inda tenho dois passos pela frente. é muito fácil falar alguma coisa", afirmou a número 11 do ranking.

Divulgação
A fim de ser primeira chinesa na decisão de Slam, Li terá que passar por Wozniacki
Questionada a respeito do valor dó possível título de Grand Slam, a jogadora asiática não negou que seria um feito histórico não na questão individual, mas por toda a história de sua nação. "Nossa, seria incrível para mim, para meu time. Talvez seria algo sensacional também para o tênis na China", opinou a ex-top8, que ainda brincou com a comemoração pelo resultado. Afinal, chegar a uma semifinal de Grand Slam não é todo dia que se consegue e, no fim, o cartão de crédito do marido era a saída para a chinesa. "Ele é totalmente controlado. Nos bancos chineses, se você usa o cartão de crédito, eles enviam uma mensagem, tipo onde você está, quanto você está gastando, essas coisas. Se eu usar, ele saberá, com certeza", esclareceu Li, esbanjando bom humor.

Confira mais notícias sobre o tênis feminino...

+ Wozniacki agradece "presente", mas volta a criticar imprensa na Austrália

+ "Não queria assistir ao Australian Open pela TV", declara a teimosa Radwanska

+ "Espero continuar no tênis por muitos anos", deseja a Superwoman Clijsters
+ Após Fed Cup, Sharapova confirma participação no Premier de Paris

+ Em baixa, irmãs Williams sofrem com lesões e deixarão top5 da WTA

ESPECIAL: As 20 maiores musas do tênis! - Nos arriscamos a entrar em uma das mais difíceis e saborosas discussões e apontamos as mais belas tenistas de todos os tempos (Confira!)


Notícias


REVISTATENIS.COM.BR VOLTA ÀS QUADRAS MAIS ÁGIL DO QUE NUNCA


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira

Boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas