WTA

Barty é campeã no WTA Finals e fatura maior prêmio da história do tênis

Número #1 do mundo, australiana derrotou a atual campeã Svitolina na final e faturou 17 milhões de reais em premiação


Foto: Divulgação/WTA

Ashleigh Barty se sagrou campeã do WTA Finals na manhã deste domingo (3). Australiana de 23 anos, ela derrotou a ucraniana Elina Svitolina na final com parciais de 6/4 e 6/3. Com o título, a tenista fatura a maior premiação da história do tênis profissional. Vencedora de duas de suas três partidas na fase de grupos, Ashleigh receberá $4,420,000, equivalente a 17.634.032,00 na conversão realizada em 3/11.

Leia mais:
+ Conheça a história de vida de Barty, a campeã do WTA Finals

+ Djokovic x Shapovalov: saiba como assistir à final do Masters 1000 de Paris ao vivo na TV

Este é o sétimo título de simples da carreira da número #1 do mundo. Seu maior troféu é o de Roland Garros, conquistado em 2019. Neste ano, ela também faturou o Premier Mandatory de Miami e o Premier de Birmingham, enquanto o ano de 2018 foi responsável por trazer a ela a taça no WTA Elite Trophy e no WTA de Nottingham. Em 2017, a jovem tenista venceu o WTA de Kuala Lumpur.

A conquista torna Barty a sétima tenista a ficar com o troféu do WTA Finals em sua primeira participação. Antes dela, nomes como Chris Evert (em 1972), Evonne Goolagong Cawley (1974), Serena Williams (2001), Maria Sharapova (2004), Petra Kvitova (2011) e Dominika Cibulkova (2016) alcançaram o feito. A tenista natural de Ipswich é também a segunda tenista da Austrália a ser campeã no torneio. A primeira foi Evonne Goolagong Cawley, dona da taça em 1974 e 1976.

O jogo

Barty e Svitolina fizeram uma partida de boas disputas no primeiro set. Após quatro confirmações de saque para cada lado, Elina passou perto de quebrar o saque da rival, mas viu a campeã de Roland Garros salvar o break point e seguir bem. No game seguinte, a australiana foi bem, aproveitou sua terceira chance de quebra e fechou o set.

Veja um dos grandes pontos de Barty na partida:

A número #8 do mundo não se intimidou e largou melhor no segundo set. Com uma quebra a frente, ela sacava para fazer 3 a 1, mas viu a rival vencer seu saque e empatar o duelo. Ashleigh ainda venceu então venceu dois games seguidos e abriu 4 a 2, mas viu a oponente descontar e diminuir a vantagem. Quando poderia sacar para empatar a parcial, Svitolina viu Barty quebrar seu saque a abrir 5 a 3, suficiente para tomar o controle do jogo e, logo depois, confirmar o título.

Foto: Divulgação/WTA

Da redação

Publicado em 3 de Novembro de 2019 às 11:08


Notícias Ashleigh Barty Elina Svitolina WTA Finals Premiação WTA Finals