Marcelo Melo
Nome CompletoMarcelo Pinheiro Davi de Melo
Data Nascimento23/09/1983
33 anos, 11 meses
Local NascimentoBelo Horizonte, Brasil
Site Oficial Marcelo Melo
Facebook Oficial Marcelo Melo
Twitter Oficial Marcelo Melo
Wikipedia Marcelo Melo

O dia 2 de novembro de 2015 colocou Marcelo Melo definitivamente na história do esporte brasileiro. Foi nesse momento em que o tenista se transformou oficialmente no número 1 do mundo no ranking de duplas da ATP.

Com a meta atingida, Melo chegou ao topo, onde apenas Gustavo Kuerten havia chegado. Dessa maneira, ele se consagrou como um dos maiores tenistas da história do Brasil. O atleta já havia conseguido grandes resultados expressivos antes, como uma final em Wimbledon, mas definitivamente foi em 2015 o seu momento de consagração.

Família

O tênis sempre esteve presente na vida de Marcelo Melo, que cresceu em uma família de tenistas. Seu irmão, Daniel, chegou a ser top 100 do mundo, e também tinha nas duplas sua especialidade.

Daniel Melo se aposentou em 2008, mas manteve o tênis como profissão. Ele se tornou técnico do irmão Marcelo e o acompanha desde então.

Uma das características de Melo é a altura: o tenista tem mais de 2 metros. Não por acaso, seu apelido fora das quadras é “Girafa”.

Início

Os primeiros destaques de Marcelo Melo em quadra foram ao lado de outro tenista brasileiro que se destacou na última década: André Sá. Com o compatriota, ele chegou às quartas de final do US Open em 2007. No ano seguinte, os dois conquistaram três torneios ATP, incluindo o Brasil Open. E foram até representantes brasileiros nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Após os anos com André Sá, Marcelo Melo conseguiu novos sucessos com duplas diferentes. Na categoria mista, chegou à decisão de Roland Garros, local que nenhum brasileiro esteve presente desde Gustavo Kuerten, em 2001. Com a americana Vania King, Melo ficou com o vice-campeonato de 2009.

Outro nome que se entrosou com Melo foi Bruno Soares, que também tem se destacado no tênis em duplas. Entre vitórias e tropeços, os dois ganharam alguns títulos juntos, como o Brasil Open e o ATP de Santiago. O brasileiro chegou também a atuar ao lado de Thomaz Bellucci, mas sem grande destaque.

 

Top 10

O pulo de Marcelo Melo até o topo do ranking mundial teve início em 2013, quando ele conseguiu ficar entre os 10 melhores tenistas de duplas pela primeira vez. No entanto, ele não atingiu esse feito ao lado de um brasileiro, e sim com o croata Ivan Dodig.

Foi com o europeu que Marcelo Melo retornou à decisão de um Grand Slam. Com Dodig, o brasileiro só parou em Wimbledon após pegar a balada dupla formada pelos irmãos Bob e Mike Bryan. Melo e Dodig chegaram a vencer o primeiro set, mas não resistiram e ficaram com o vice-campeonato.

Outro fato notável naquele ano foi a semifinal de US Open, que colocou dois brasileiros em quadra. Melo e Dodig acabaram perdendo a vaga para decisão, que ficou com Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya.

 

Ápice

Foi em 2015, no entanto, que Marcelo Melo conseguiu sua melhor temporada e chegou à liderança do ranking. Logo no início do ano, o tenista atingiu uma semifinal de Grand Slam, no Australian Open. Na sequência, chegou em outras três semifinais de Masters 1000.

Mas foi em Paris o grande momento de Marcelo Melo. Pela primeira vez desde Kuerten, um brasileiro triunfou em Roland Garros. Com Dodig, o tenista venceu o torneio de duplas sobre os então melhores do mundo Bob e Mike Bryan.

A liderança do ranking veio após Marcelo Melo vencer três torneios consecutivos: ATP 500 de Tóquio, Masters 1000 de Xangai e, finalmente, o ATP de Viena, onde o brasileiro se consolidou como número 1. 


O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas