Fisioterapia

Vai uma agulhada?

Acupuntura pode ajudar a tratar e prevenir alguns problemas, e também melhorar o desempenho

Ricardo Takahashi em 19 de Agosto de 2010 às 11:52

Durante muito tempo focamos na importância dos cuidados gerais para uma prática saudável do esporte, ou seja, desde a escolha correta da sua raquete (baseado em evidências científicas), assim como o trabalho de prevenção de lesões, dicas para se recuperar (jogos e treinos) e como otimizar a performance gerando mais potência aos golpes sem sobrecarregar as articulações. Mas, com todo esse trabalho proposto, você não irá se machucar? A certeza que podemos ter é que, se tudo for feito, a chance ou o risco de se ter alguma lesão diminuirá consideravelmente, mas não a evitará. O trabalho de recuperação e prevenção deverá ser permanente e, a partir de agora, vamos focar nas principais terapias e trabalhos especiais para se agregar ao trabalho preventivo feito anteriormente.

divulgação

Técnica oriental
O tênis, juntamente com outros esportes de alto rendimento, está cada vez mais à procura de técnicas e terapias diferenciadas para uma recuperação mais rápida e eficaz. Assim, ao longo do tempo, a acupuntura têm sido muito estudada e divulgada.

A acupuntura é a mais famosa das técnicas de tratamento da medicina chinesa, documentada há mais de 6 mil anos no Oriente e que, no último século, vem se difundindo no Ocidente.

A técnica se baseia primordialmente no estímulo de pontos determinados na superfície da pele, mobilizando energias que percorrem o corpo através de meridianos (canais de energia) que passam pelos órgãos e vísceras e se exteriorizam na pele e nas estruturas próximas. São mais comumente utilizados nos procedimentos: agulhas, ventosas, massagens e até o calor proveniente da queima da moxabustão, preparada a partir da erva artemísia.

Acupuntura é a mais famosa das técnicas de tratamento da
medicina chinesa, documentada há mais de 6 mil ano
s

Sem "ites" ou "eias"
Na linguagem da medicina tradicional chinesa, não existem termos como "tendinites", "otites" e "cefaleias". Ela considera que as doenças são apenas desequilíbrios energéticos, então podem ser causadas por excesso de energia de um órgão ou víscera ou pela deficiência de outro. Dentre as doenças tratáveis pela acupuntura estão: dores em geral, especialmente do aparelho músculo-esquelético, gastrite, estresse, distúrbios hormonais, insônia, asma, distúrbios menstruais, paralisia facial, sinusite, incontinência urinária e entre outros. É comum, durante os torneios, os tenistas sofrerem - por causa do desgaste físico e mental - uma baixa na resistência do sistema imunológico. Com isso, o atleta está muito mais predisposto a ter um resfriado, gripe, diarréia, e outras doenças que se aproveitam da baixa imunidade para agir. A acupuntura ajuda a prevenir e até mesmo a remediar esses casos emergenciais durante um evento.

Não é contraindicado associar a acupuntura a outros tratamentos. Pelo contrário. Muitos tratamentos são potencializados e acelerados quando associados à acupuntura, como, por exemplo, a fisioterapia.

 

 

#Q#

Na auriculopuntura, agulhas muito pequenas são coladas com esparadrapo antialérgico na orelha

Tabu
Alguns tabus acompanham a acupuntura ao longo dos anos. A principal delas é a dor da "picada" e a higiene do material. Todas as agulhas usadas no tratamento são novas, esterilizadas e descartáveis. Sempre peça ao acupunturista para abrir o pacote de agulhas na sua frente. Na hora da aplicação, existem alguns pontos que são mais doloridos do que outros. Isso se justifica na medicina tradicional chinesa como pontos que estão mais "carregados" ou mais "deficientes" de energia. Mas a sensação de dor provocada não é tão grande como muitos clamam. Para os que têm medo de agulhas, a espessura da agulha é praticamente igual à espessura de um fio de cabelo. As agulhas mais comuns costumam variar de 0,20 mm a 0,25 mm. Não necessariamente a acupuntura precisa ser realizada no formato tradicional, com a pessoa deitada numa maca imóvel. Existem técnicas dinâmicas que podem ser aplicadas com o atleta de pé, apenas cinco minutos antes de ele entrar em quadra. O objetivo da acupuntura não precisa ser o de tratar uma doença ou um "desequilíbrio energético". Muitas vezes, ela é realizada com o intuito de estimular alguma parte específica do corpo para melhorar o desempenho no jogo. No caso do tênis, uma simples "picada" no local certo pode fazer com que o atleta tenha uma melhor acuidade visual durante a partida ou até mesmo um melhor desempenho nos fundamentos, equilíbrio e resposta muscular.

Dentro da acupuntura existem diversas técnicas chamadas de microssistemas, como a auriculopuntura, reflexoterapia, crâniopuntura e acupuntura nas mãos. Na auriculopuntura, agulhas muito pequenas são coladas com esparadrapo antialérgico na orelha, exercendo assim, um estímulo constante por até uma semana. Isso permite que os atletas possam jogar enquanto recebem o estímulo. Existem muitos profissionais que optam por não usar agulhas e acabam utilizando sementes específicas para realizar a auriculopuntura.

As agulhas usadas devem ser novas, esterilizadas e descartáveis.
Peça ao acupunturista para abrir na sua frente

Prevenção?
A acupuntura também pode ser aplicada em quem não apresenta nenhuma queixa, apenas como prevenção. Ela é cientificamente comprovada como técnica eficaz, podendo ser não somente realizada por médicos, mas também por fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros, psicólogos, terapeutas ocupacionais, educadores físicos e outros profissionais da saúde.


Preparação Física/Fisioterapia

Artigo publicado nesta revista

Revista TÊNIS 83 · Setembro/2010 · Top 20 - as mais belas


O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas