Instrução TouchTennis

Um toque de tênis

Já conhece o touchtennis? Uma nova modalidade, ágil e simples, baseada no tênis

Por Matheus Martins Fontes em 22 de Setembro de 2013 às 00:00

TÊNIS É UM ESPORTE QUE EXIGE coordenação, esforço e habilidade. No entanto, há pessoas que agregam todas essas virtudes, mas, ainda assim, não conseguem se sobressair na modalidade. Perder, perder e perder vira uma rotina insustentável e quem tem um gênio mais suscetível pode acabar se afastando do esporte.

O inglês Rashid Ahmad foi um deles. “Imprestável”, como ele próprio se classifica, “cansou de perder de todos no tênis”, mas não se fechou para o esporte que lhe despertou paixão. Pelo contrário. Cheio de ideias engenhosas, usou todo o sentimento pela modalidade da raquete para inovar com uma espécie de vertente do tênis.

Em 2003, Ahmad criou o touchtennis, esporte que segue os mesmos princípios do “original”, só que com mini-redes, raquetes menores e bolas de espuma. O esporte é mais igualitário e jogadores de diferentes estilos podem participar desse formato divertido de tênis. “É uma pequena versão, em que todos podem competir ao mesmo tempo. A pessoa também não precisa ser um grande tenista para praticar o touchtennis, então é uma maneira bem prazerosa de aprender a jogar”, explica o londrino.

Aos 41 anos, Ahmad joga regularmente a modalidade, que já adotou o caráter profissional (com ranking e calendário próprios disponíveis no site www.touchtennis.com) e é “unissex”, uma vez que homens e mulheres podem competir entre si nos torneios.

Diferenças entre o tênis e touchtennis

  Tênis Touchtennis
Bola Padrão composta por feltro, borracha e lã Espuma diâmetro 8 cm
Quadra 23,77 m x 8, 23 m (simples)
e 23,77 m x 10,97 m (duplas)
12 m x 5 m (simples) e 12 m x 6 m (duplas)
Raquete Padrão (máximo 29 in) Menor (entre 20,8 in e 21,5 in. Máximo tamanho da cabeça: 107 in²)
Aquecimento 5 minutos antes do início do jogo 3 minutos somente antes da primeira partida do jogador no dia
Número de saques Dois Um
Saque “let” está em jogo? Não Sim
Saque por baixo Permitido Não permitido
Toss no momento do saque Jogador pode deixar a bola cair e tentar novamente Jogador deve acertar a bola em sua primeira tentativa
Ponto decisivo no 40 iguais (o devolvedor escolhe o lado para o ponto final) Válido no circuito de duplas Sempre
Tiebreak nas simples Vence quem marca sete pontos, com diferença de dois. Jogadores trocam de lado após seis pontos disputados Vence quem marca cinco pontos, com diferença de dois. Jogadores trocam de lado após quatro pontos disputados
A raquete de um jogador escapa da sua mão, acerta a bola e esta passa para o outro lado Jogada não permitida Jogada permitida, desde que a raquete não toque a rede ou o lado do adversário
O saque acerta o devolvedor (sem que a bola quique no chão) Sacador vence o ponto Sacador perde o ponto (a não ser que o devolvedor esteja dentro da área de saque e a bola lhe acerte, o que, nesse caso, é ponto para o sacador)
Jogador “A” bate na bola, que acerta o seu adversário (Jogador “B”), que está situado fora da quadra Jogador “A” vence o ponto Jogador “B” vence o ponto
Código de conduta Advertência, perda de ponto, game, set e jogo (punições cumulativas). Incidentes sérios podem resultar em desclassificação imediata Perda de ponto aplicada toda vez. Três obscenidades audíveis em um jogo resultam em desclassificação direta do torneio. Incidentes sérios podem resultar em desclassificação imediata
Abuso de raquete Punições de acordo com as normas de conduta do tênis Jogador deve usar a mesma raquete, mesmo danificada (sem estar quebrada). Uma raquete quebrada resulta em desclassificação imediata e multa de £ 20 (equivalente a R$ 70)

Contagem

As competições seguem o mesmo padrão de games e sets do tênis, mas o jogador fecha a parcial quando marca quatro games, ao invés dos seis. Em caso de empate em 4/4, há a necessidade de um tiebreak até cinco pontos, lembrando que deve haver uma diferença de dois pontos na contagem do desempate.

Cada game tem as marcações iguais a um jogo de tênis com a sequência 15/0, 30/0, 40/0 e game; a exceção é quando chega-se ao 40 iguais. Nesse caso, é disputado o ponto decisivo, comum no circuito de duplas, e o devolvedor decide de que lado o sacador deverá servir. No touchtennis, esse ponto é nomeado “ponto da morte súbita”. Isso tudo é válido para os torneios em simples.

Nas duplas, as formalidades são basicamente as mesmas, com a diferença de que o terceiro set é um match-tiebreak até 10 pontos (com vantagem de dois pontos). Todos os torneios do calendário são disputados em fases eliminatórias, assim como acontece no circuito de tênis.

Facilidades para jogar

A aproximação com o “parente mais famoso” é um dos motivos para que muitos ex-jogadores compartilhem o touchtennis nas suas práticas diárias. E não só eles. Principiantes de todas as idades podem experimentar essa novidade para se divertirem. Jogar é simples: encontre um clube ou parque. Se não descobrir uma quadra, não se preocupe – você mesmo poderá montar o cenário ideal para uma partidinha de touchtennis. Em ambiente coberto, você só necessita de uma quadra de badminton ou uma área plana com fita adesiva. Nas quadras de badminton, você pode marcar a linha de saque a três metros de distância da rede e usar as linhas de simples da quadra (confira as medidas necessárias na imagem abaixo).

De lá para cá

A “febre” de Ahmad, iniciada na capital da Inglaterra há uma década, estende-se hoje por todo o continente europeu e chegou à América do Norte, Ásia e Oceania. Ao todo, são 14 países praticando o touchtennis, e alguns clubes já disponibilizam quadras próprias para o esporte. “Gostaria muito que os brasileiros praticassem o touchtennis. Acredito que algumas pessoas já jogam, mas até o momento não há nenhum circuito de eventos oficiais. Gosto muito do Brasil e adoraria um trabalho como técnico da seleção feminia brasileira de vôlei de praia”, brinca Ahmad.

Uma maior relação com o Brasil começou recentemente, assim que ele entrou em contato com a Bones Original Tennis Wear, empresa de material esportivo de Santos, para desenvolver uniformes próprios e inovadores para o touchtennis. Os planos são ambiciosos para a parceria. “A Bones tem patrocinado atletas de touchtennis no exterior. No ano que vem, já há a proposta de vestirmos todos os top 10 dessa nova modalidade em todos os campeonatos”, revela Paulo Livramento, diretor de marketing e sócio da marca.

Portanto, tentar essa nova modalidade é fácil. Para se ter uma ideia, em um espaço de duas quadras, consegue-se montar até sete de touchtennis (aprenda como montar quadras de touchtennis a partir da de tênis no gráfico). Nada mal para um esporte que carrega um ar mais comunitário, não?


Especial touchtennis Rashid Ahmad coordenação esforço habilidade

Artigo publicado nesta revista

Grigor Dimitrov

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
Grigor Dimitrov

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas