Tênis porcentagem, pare de errar e vença

10 opções de jogada que diminuem o risco de erros e lhe ajudam da hora H

Carlos Omaki em 27 de Setembro de 2010 às 12:36

EM UMA PARTIDA de tênis existem algumas opções de jogadas que possuem um índice de acertos maior do que outros, facilitam seu posicionamento para a próxima bola e que, percentualmente, resultam mais em vitória de ponto do que outras. Então, é preciso entender os motivos para optar por estas jogadas e não ter vergonha de entrar no tênis porcentagem quando estiver em perigo.

Jogar buscando jogadas com maior probabilidade de acertos pode reduzir as vantagens do fator surpresa. Mas, como sabemos, não é a surpresa o índice mais importante das partidas em todos os níveis, desde o amador até o pro ssional. O que determina a vitória, na maior parte das vezes, são os erros não forçados. Então, tome decisões inteligentes na quadra e melhore seus resultados.

1 - Saque com segurança
A melhor opção para jogar com segurança nas horas difíceis, quando você está com o serviço em mãos, é não ficar para o segundo saque. Faça um segundo saque mais caprichado e solto no lugar do primeiro serviço. Isso evita as duplas faltas e reduz as tentativas de winner de devolução de segundo serviço do seu adversário. Para que seu oponente não se sinta confortável, basta vez ou outra arriscar um primeiro para "camuflar" sua estratégia de sacar com segurança.

2 - Devolva o primeiro serviço sem inventar
Devolva o primeiro saque do oponente em direção ao meio da quadra. Se você já tiver de nido o alvo de sua devolução, cará menos difícil executar o golpe - seja um bloqueio, um slice ou uma batida com spin. Então, foque em devolver no meio da quadra (como demonstrado no gráfico ao lado), sem inventar, para ter mais chances de pôr a bola em jogo.

 

 

3 - Devolva o segundo saque com sabedoria
Respire antes do ponto e decida se deve correr riscos ou jogar com segurança. Se a opção número dois for a mais inteligente, não deixe os impulsos mudarem sua decisão. Faça uma boa devolução cruzada e longa (quadro ao lado), isso aumentará muito o índice de acertos e facilitará o posicionamento para a próxima bola.

#Q#

Voleios curtos e cruzados são mais simples de serem executados

4 - Voleios cruzados e curtos, a melhor opção
A melhor área (ou o alvo) onde se obtém os melhores resultados nos voleios são as extremidades dos quadrados de saque ou, como chamamos vulgarmente, "as pontas do T", representadas na foto ao lado. Procure estas áreas para executar seus voleios e seu êxito na rede certamente aumentará, possibilitando voleios rmes e angulados.

5 - Trocas de bola - Vá para a cruzada
Se o seu índice de erros nas trocas de bola estiver irritantemente acima da média, esqueça momentaneamente as jogadas na paralela ainda que isso obrigue você a jogar bolas em direção ao melhor golpe do seu adversário. Lembre-se de que nunca é bom perder pontos, mas, pior do que tomar um winner, é cometer mais um erro absolutamente não forçado. Então, jogue com bolas cruzadas, pois assim a quadra "fica" mais longa, a rede mais baixa e isso facilita seu posicionamento.

 

6 - Passadas conscientes
Quando seu adversário sobe à rede, a primeira coisa que um bom treinador diria é: "Faça o cara volear a primeira bola e passe na segunda". Trocando em miúdos, isso quer dizer: abaixe a bola para o primeiro voleio, forçando o adversário a volear de baixo para cima (isso se essa primeira bola já não passálo, é claro), e tente passá-lo na próxima bola. Se for esse o caso, a passada - ou primeira bola - deverá ser cruzada curta, do tipo angulada, dentro da área de saque. Principalmente nas jogadas muito próximas à rede, ou com uso de ângulos acentuados, como nas passadas e deixadas, por exemplo, fazer a bola cruzar a rede pelo centro - onde é mais baixa - será sempre uma boa opção.



#Q#

Nas deixadas e drop-volleys, opte pela cruzada, pois o golpe paralelo será mais arriscado

7 - Deixadas ou voleios deixadas sem abusos
Essas já são jogadas arriscadas por natureza, mas se você se colocou nessa posição, qual a maneira de fazer isso sem tanto risco? Como o principal objetivo de uma deixada é fazer com que a bola caia o mais próximo possível da rede em relação ao fundo da quadra, o golpe tem que ser mais sutil e preciso para ser executado na paralela, do contrário, a principal meta não será atingida. Sendo assim, o negócio aqui é novamente ir para as cruzadas, pois, assim, a bola vai quicar mais próxima à rede e ainda vai colocar o adversário para fora da quadra.

Tomou uma deixada? Contragolpeie com um drop na cruzada


8 - Contradeixada esperta

Nas contradeixadas, quanto melhor tiver sido a deixada do adversário, ou seja, quanto mais perto você estiver da rede, maior terá de ser o ângulo da sua próxima bola (contradeixada) para que ela passe sobre a rede e, principalmente, que não quique muito alta para não ser fácil de alcançar e atacar pelo adversário. Veja a comparação dos ângulos (muito mais amigável na cruzada) e ainda leve em consideração que, no caso da cruzada, a bola sobreporá a rede em sua parte mais baixa e, na paralela, o obstáculo será maior. Então, por que ir na paralela?

 

O alvo da paralela é sempre mais difícil, pois a rede é mais alta


9 - Lobes inteligentes
Os lobes devem ser - sempre que possível - direcionados ao backhand do adversário. Se o seu adversário for destro, seus lobes de direita devem ser paralelos e os de esquerda cruzados; e o oposto disso quando jogar contra um canhoto. Dessa forma, se a bola não atingir a altura suficiente para encobrir seu oponente, poderá forçá-lo a um golpe menos potente e preciso, que é o backhand smash, ou mesmo dificultar o smash do lado favorável, mas impondo a necessidade de movimentação para pegar a bola com o forehand.

Ao tentar um lobe, sempre busque o backhand do adversário


#Q#

Perceba como, ao fazer o approach na paralela, há muito mais espaço na quadra para cobrir. Sendo assim, vá para a paralela

 

10 - Approaches clássicos
Os approaches paralelos facilitam o posicionamento correto para a cobertura dos ângulos de voleio. Repare nas fotos quanto espaço a mais você terá de se movimentar para cobrir os ângulos com approaches cruzados.


Instrução - Tática

Artigo publicado nesta revista

Revista TÊNIS 84 · Outubro/2010 · Nadal completo - US Open 2010

O retorno de Sharapova

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O retorno de Sharapova

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas