Balanço do primeiro dia

Rogerinho cai logo na estreia do Rio Open

Atual campeão Pablo Cuevas também está fora do páreo nas quadras do Jockey Club do Rio de Janeiro

Por Rodrigo Soares em 21 de Fevereiro de 2017 às 07:58

 
O primeiro dia do Rio Open mostrou alguns resultados inesperados e comprovou o alto nível da chave principal de simples. Rogério Dutra Silva foi o primeiro eliminado do torneio. Sem conseguir mostrar seu melhor tênis, o paulista não teve chances frente ao promissor Casper Ruud, de apenas 18 anos e filho do ex-tenista Christian Ruud. O norueguês dominou as ações e errou menos, vencendo em sets corridos (6-3 e 6-4), em 1 hora e 26 minutos de partida. 
 
O sérvio Dusan Lajovic venceu de maneira categórica o argentino Facundo Bagnis com um duplo 6-4, em 1 hora e 29 minutos de duelo. No confronto entre argentinos, Diego Schwartzman ganhou de Renzo Olivo por 2 sets a 1, parciais de 6-2, 3-6 e 6-4, em 2 horas e 24 minutos. 
 
Outro portenho que se qualificou para a segunda  rodada foi Nicolas Kicker, que chutou o italiano Marco Cecchinato em dois sets, com direito a pneu no segundo set, após um equilibrado 7-5 na parcial inicial. 
 
Duas zebras encerraram o primeiro dia de confrontos do ATP 500 da Cidade Maravilhosa. Pablo Cuevas, atual campeão do torneio, foi surpreendido pelo belga Arthur de Greef, o mesmo que eliminara no qualifying o brasileiro João Pedro Sorgi. A bela vitória do belga foi construída em cima de um jogo sólido de fundo de quadra e poucos erros não forçados. Cuevas não conseguiu em momento algum se impor na partida e foi suplantado em três sets, com parciais de 6-3, 3-6 e 7-5. 
 
Para acabar o dia, o português João Sousa, que vem tendo bons resultados em 2017, entrou com todo o favoritismo frente ao espanhol Roberto Carballes Baena, e saiu com apenas quatro gamea vencidos. O passeio do espanhol no saibro carioca teve as parciais de 6-3 e 6-1, em 1 hora e 06 minutos de jogo.
 
Nas duplas, a parceria formada por Nicholas Monroe, dos Estados Unidos, e o neozelandês Artem Sitak passou pela dupla do espanhol Albert Ramos-Vinolas e do argentino Guillermo Durán por 2 sets a 0, com um duplo 7-6, com 7-5 nos tie-breaks.
 
No outro jogo, Julio Peralta do Chile jogando com o argentino Horacio Zeballos ganhou dos italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini no super tie-break, com o placar de 10-8. Os italianos haviam vencido a primeira série por 6 a 4 e os sul-americanos ganharam o segundo set por 7-2 no tie-break.

Notícias

O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas