Balanço do feriadão

Resumo do Carnaval: a derrota de Thiago Monteiro

O cearense perdeu para o norueguês Casper Ruud e acabou com as esperanças do Brasil na chave de simples do Rio Open

Por Rodrigo Soares em 1 de Março de 2017 às 11:39


Thiago Monteiro entrou na quadra central do Jockey Club apenas 20 horas depois de vencer Thomaz Bellucci. O cearense entrava no saibro carioca para disputar uma das partidas mais importantes de toda a sua carreira. 
 
Do outro lado, porém, havia um tal de Casper Ruud, um jovem norueguês, filho de peixe (Christian Ruud foi tenista profissional na década de 90), talentoso e demonstrando sentir muito pouco a pressão, apesar dos seus 18 anos. Ruud ganhara um wild card da organização do torneio que honrou muito bem.
                       
O primeiro game do jogo durou mais de dez minutos. Thiago Monteiro no saque, ainda frio, e Ruud dando o cartão de visitas do que seria o jogo. Firme, consistente e pressionando o saque do brasileiro, o norueguês que treina na Espanha conseguiu a quebra e no terceiro game repetiu a dose. Quando Thiago Monteiro finalmente "entrou em quadra", já perdia por 0 a 4. Mais duas confirmações para cada lado e o primeiro set estava decidido: 6 a 2 para Casper Ruud, em 34 minutos.
                       
[Colocar Alt]

Ruud, apontado pela ATP como um dos destaques da nova geração de tenistas: apenas 18 anos 

Restava ao bravo e aguerrido Thiago Monteiro usar o que ele tem de melhor: usar a leitura tática do jogo para neutralizar os melhores golpes dos seus adversários. E no segundo set, o cearense jogou muito bem, forçando os erros de Ruud, o que não havia acontecido no primeiro set. O único golpe que Monteiro não conseguiu ler foi o saque do número 208 do mundo. Com a força da torcida, que jogou ao lado do brasileiro o tempo todo, Thiago também sacou muito bem e a parcial foi para o tiebreak. 
 
No entanto, para a decepção da galera que compareceu em número bastante digno na quadra Guga Kuerten, o começo do desempate foi muito ruim para o brasileiro. O norueguês mostrou uma maturidade incomum para sua juvenil idade e abriu 4 a 0, jogando terra nas aspirações do tenista local. Daí para a frente, era questão de tempo o triunfo de Casper Ruud. Mais cinco pontos e o Rio Open 2017 conheceu seu último semifinalista.
                       
Vitória maiúscula do norueguês que, de wild card virou a sensação e a zebra do certame. No dia seguinte, o imparável e destemido nórdico enfrentaria o espanhol Pablo Carreno-Busta, 
que eliminara o ucraniano campeão em Buenos Aires na semana anterior, Alex Dolgopolov, por desistência do ucraniano após um set vencido no tiebreak para cada lado.
 
Na outra semifinal, uma partida entre os dois jogadores mais sólidos da semana: o austríaco Dominic Thiem, que passou fácil pelo argentino Diego Schwartzman, em tranquilos 6-2 e 6-3, enfrentou o espanhol Albert Ramos Vinolas, que ganhou com o mesmo roteiro de Thiem. Um triunfo de 6-2 e 6-3 em cima de outro argentino, Nicolas Kicker.

Notícias Thiago Monteiro Rio Open Dominic Thiem

O retorno de Sharapova

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O retorno de Sharapova

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas