Revista Tênis

Lutador desde o início da carreira profissional, em 1999, o paulista Júlio Silva está próximo de sua aposentadoria do tênis. Aos 33 anos, o jogador natural de Jundiaí se disse cansado da rotina desgastante de torneios no exterior, além de viajar sem técnico e preparador físico.

Ron C Angle (TPL)
Dentre um dos feitos na carreira, Júlio Silva participou da chave principal do US Open em 2010
No entanto, ele quer ficar próximo do esporte que escolheu seguir para sua vida. "Neste ano vou disputar apenas torneios no Brasil. Enquanto isso, vou vendo quais oportunidades ligadas ao esporte surgem para mim. Tomei essa decisão [sua aposentadoria] porque, apesar de ter patrocínio de roupa e equipamento, me falta ajuda para custear as viagens. Quando você viaja como atleta ganha dinheiro com os prêmios, mas tem muitos gastos também. Preciso de algo mais estável", confessou Júlio.

O jogador, que já é casado e tem um filho em Itatiba/SP, venceu um total de 20 torneios na carreira, sendo quatro Challengers e 16 Futures. Seu grande momento aconteceu em 2009, quando chegou a ser 144º do ranking. Júlio representou o Brasil na Copa Davis em 2004, quando a elite do tênis nacional participava de um boicote contra a gestão do então presidente da CBT, Nelson Nastás.

Nos Grand Slams, Julinho, como era chamado, furou o qualifying em duas ocasiões - em Roland Garros/2006 e no US Open/2010, onde perdeu na 1ª rodada em ambas. O atleta, hoje o 413º do mundo, foi convidado para jogar a temporada do Itaú Masters Tour (circuito nacional de veteranos), que tem sua primeira etapa em Curitiba/PR a partir de sexta-feira.

Em 14 anos de profissionalismo, Júlio passou por vários momentos conturbados, com direito a atitudes de racismo por parte do austríaco Daniel Koellerer, o "Crazy Dani", que foi bandido do esporte em 2011, e também pelas dificuldades financeiras que encontrou ao longo de grande parte da sua caminhada como esportista.

"Já fiz muitas viagens sem dinheiro, andando de ônibus para economizar o dinheiro do táxi, lavando a roupa na pia do banheiro do hotel, levando uma máquina de encordoar na bagagem para economizar com o encordoamento. Mas, graças a esses acontecimentos, entendo que tudo é possível para todo mundo", concluiu o tenista, que não joga pelo circuito desde o Aberto de São Paulo, onde caiu logo no qualifying.

Confira mais notíciassobre o mundo do tênis...

Capitão responde a reclamação de Isner sobre barulho da torcida brasileira na Copa Davis: "o choro é livre"

+Raçudo, Thiago Alves confessa: "tenho uma Copa Davis no coração"

+Na volta à elite da DavisBellucci abre série contra EUA diante de Querrey e Isner fecha a 6ª contra Thiago Alves

+"Concorrência" pelo Super Bowl e UFC pode ser trunfo para o Brasil na Copa Davis

+Peça-chave para os EUA, John Isner reclama do joelho e é dúvida para enfrentar o Brasilna Copa Davis

+Brasil define equipe com Teliana Pereira e Bia Haddad para a disputa da Fed Cup na Colômbia

+ThiagoAlves é novidade e Brasil define equipe que enfrentará os EUA na Copa Davis em fevereiro

ESPECIAL: Os degraus da maioridade - Como passar do tênis juvenil para o profissional? Como fazer essa transição para ter maiores chances de sucesso na carreira? É difícil não encontrar perrengues nessa situação. E os exemplos são vários. Júlio Silva foi um deles que enfrentou dificuldades nessa situação (Confira!)


Notícias

Implacável

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano



Receba o boletim Revista Tênis

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas

Mais lidas

1 100 Dicas para melhorar o seu jogo Especial
2 As 20 maiores musas do tênis! Especial
3 Jim Courier compara tênis bailarino de Federer com batalha de Nadal em quadra Notícias
4 Expediente Expediente
5 10 Principais habilidades psicológicas Instrução - Mental
6 Hora da troca de corda Equipamento
7 Brasil Open anuncia redução de valores nos ingressos e Feliciano Lopez para a edição de 2015 Notícias
8 Rafael Nadal assina contrato como embaixador global da Tommy Hilfiger Notícias
9 O que comer antes, durante e após uma partida? Saúde/Nutrição
10 ATP anuncia calendário de 2015 e Brasil Open não tem data certa Notícias