Instrução Saúde

O bem do tênis para a rotina feminina

Exercícios físicos são importantes para o combate a doenças cardiovasculares e a melhora da qualidade de vida da mulher. Então, por que não optar pelo tênis?

Por Jefferson Cabral em 13 de Abril de 2014 às 00:00

QUANDO FALAMOS NA SAÚDE da mulher, as doenças cardiovasculares são um tema de extrema importância, uma vez que elas representam a principal causa de morte de pessoas do sexo feminino no planeta. Na fase do climatério (veja box explicativo das fases da vida das mulheres) e, principalmente, durante o período da pós-menopausa, a incidência dessas doenças cresce de forma que, por volta de 70 anos, ela se torna semelhante entre homens e mulheres. Isso provavelmente ocorre pela queda do nível hormonal dos estrogênios nesse período.

Mas vários fatores contribuem para o estabelecimento da doença cardiovascular no universo feminino, como a história familiar, o sedentarismo, a dislipidemia, o diabetes mellitus, a síndrome metabólica, a obesidade e a hipertensão arterial. Dentre eles, destaca-se o sedentarismo. E o exercício físico é uma ferramenta importante para combater esse problema e proteger contra doenças cardiovasculares e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida da mulher.

Benefícios do exercício físico

Inúmeros estudos já avaliaram a eficácia da prática regular de exercícios físicos contra a ocorrência de doenças cardiovasculares, mostrando reduções de 30% a 40% na incidência dessas moléstias em mulheres.

O efeito protetor do exercício físico regular deve-se aos seus resultados na redução da pressão arterial, no risco reduzido de diabetes, na melhora da capacidade cardiorrespiratória, dentre outros. A literatura médica recomenda exercícios físicos com intensidade moderada ou mais intensa, com duração média de 30 a 60 minutos, e com frequência de três vezes por semana.

Para ficar na rotina feminina

Atualmente, a maioria das mulheres que entram na fase do climatério são sedentárias. Assim, a prática de exercícios físicos através do tênis pode ser uma excelente alternativa para resolverem o problema. Como o tênis é um esporte prazeroso, as mulheres acabam permanecendo ativas por vários anos, fato muito importante pensando na prática de exercícios regulares para esse público.

No entanto, o aspecto de motivação na aprendizagem do tênis, principalmente em sua iniciação, é primordial para a continuidade dos treinamentos. Atualmente, existem duas metodologias de ensino desenvolvidas pela Federação Internacional de Tênis (ITF) e denominadas Play & Stay e Tennis Xpress, que são extremamente motivadoras no processo de aprendizado, e podem ser uma excelente ferramenta utilizada pelos professores. Através de materiais e tamanhos de quadra adaptados, as mulheres são capazes de, no primeiro dia de aula, trocar bolas, sacar, disputar pontos, realizar jogos individuais, em duplas, por equipes, tomar decisões, dentre outros benefícios dessas metodologias.

Dessa forma, o prazer em praticar tênis aumenta de forma expressiva, elevando as chances de as mulheres permanecerem no esporte durante vários anos. Além disso, pelo fato de conseguirem participar de jogos desde o primeiro dia de treino, elas conseguirão bater uma bolinha com seus filhos e outras pessoas da família, tornando o tênis uma prática ainda mais prazerosa e um instrumento de motivação.

A partir dessas metodologias, fica muito mais fácil planejar as aulas seguintes de acordo com a intensidade, duração e frequência semanal aconselhadas para esse público. Com certeza, o tênis contribui para uma melhor qualidade de vida e saúde da mulher, além de ser uma forma eficaz de proteção cardiovascular se inserido na sua rotina diária de atividades físicas.

Fases da vida das mulheres

- Infância: período no qual o corpo feminino não tem capacidade de reprodução;

- Puberdade: fase que caracteriza a maturação sexual da mulher, com a ocorrência da menarca, ou seja, da primeira menstruação;

- Menacme: fase caracterizada pelo período reprodutivo ou fértil da mulher;

- Climatério: fase de transição do período reprodutivo para o não reprodutivo, que se inicia por volta dos 40 anos e se estende até os 65 anos.
Nesse período, há a ocorrência da menopausa e a fase pós-menopausa. Ainda no climatério, há a diminuição dos níveis de hormônios sexuais, fazendo com que os ciclos menstruais cessem e, em algumas mulheres, surja um quadro acentuado de
sinais e sintomas característicos da fase pós-menopausa;

- Senescência: último período da vida da mulher, caracterizado pelo processo natural do envelhecimento até a morte.


Saúde/Nutrição mulher saúde rotina feiminina exercício físico

Artigo publicado nesta revista

Revista TÊNIS 126 · Abril/2014 · Jovem esquadra

As proezas das novas promessas do tênis brasileiro

O retorno de Sharapova

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O retorno de Sharapova

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas