Não perca o jogo antes que ele comece

Se você costuma jogar torneios federados ou em seu clube, aqui vão duas dicas para acrescentar à sua rotina pré-jogo que vão fazer você se sentir melhor em quadra e, quem sabe, até vencer

Carlos Omaki em 14 de Janeiro de 2011 às 12:50


CHEGUE CEDO! 

Pare de chegar em cima da hora para suas partidas, pois o seu desempenho pode ser afetado pelo estresse do horário, pela tensão ou irritação de não ter tempo para realizar confortavelmente suas rotinas, como aquecimento, preparação do material, da malto dextrina ou mesmo do banheirinho. Para isso, lembre-se:

1- Certifique-se de que você sabe o caminho para o clube ou academia que vai jogar. Tenha em mãos o endereço, o telefone e até mesmo um mapa do local.

2- Calcule chegar ao menos com 30 minutos de antecedência. Se possível, uma hora antes do horário do jogo. Pode parecer muito, mas não é. Se você vai demorar para chegar ao clube, procure ter uma tabela de antecedência, considerando que, se precisa de três horas para chegar no clube, vale a pena calcular 4 a 5 horas para chegar. 

3- Não deixe seu adversário se sentir como o anfitrião, o dono da casa. Chegue cedo, procure checar com o árbitro o andamento das chamadas, acompanhe os jogos que antecedem o seu para não ser apanhado desprevenido. Procure saber em que quadra provavelmente vai jogar. Vá chegando e se familiarizando, escolhendo o melhor local para sua cadeira (sombra), enfim, prepare o seu "campo de batalha". É horrível ser chamado, chegar à quadra e estranhar tudo, principalmente quando o cenário já está todo montado, seu adversário já escolheu o melhor lugar e está conversando com o árbitro, ambos à sua espera, dando a sensação errônea de que é um time contra você.

4- Tire proveito da estrutura. Se você chegar cedo, poderá estudar todo o ambiente, locais para aquecimento (paredão, pista, uma quadra poliesportiva ou até quadras disponíveis para bate-bola), vestiários, banheiros, encordoador, bar e lanchonete. Você não vai querer usar o pior banheiro ou apenas se alongar do lado da quadra depois de ser chamado.


ESTEJA PREPARADO PARA O "JOGO DO BATE-BOLA"

Quando você ouve a chamada para sua partida, já começa "um jogo". Quem se demonstra mais à vontade, mais dono de si (dono da situação, muitas vezes) leva uma grande vantagem. Jogadores experientes procuram fazer você se sentir como um convidado para o "combate". Eles procuram quase orientá-lo a sentar em sua cadeira, pegam todas as bolas, conversam com o boleiro, escolhem o cara e coroa ou fazem o próprio sorteio. Então, quebre o "autoritarismo" e demonstre personalidade com pequenas, mas relevantes, atitudes.


Já existe nervosismo demais em uma partida de tênis, então evite o estresse de chegar em cima da hora no clube. Chegue cedo para poder se acostumar ao ambiente e preparar-se melhor para o jogo

Não deixe seu adversário tomar o controle mental da partida logo no aquecimento. Cumpra sua rotina e entre em quadra preparado


1- DIVIDA A AUTORIDADE

Normalmente você terá três bolinhas para o aquecimento. O correto é um tenista ficar com duas e o outro com uma, não importa quem, e aí começa o bate-bola. Se o seu adversário ficou com as três bolas, quando ele lançar a primeira, educadamente, segure-a, dê uma olhadinha para ela, uma "quicadinha" no chão, coloque-a no bolso e peça para recomeçar com a outra que está no bolso dele. Se ele lhe dá as três bolas, educadamente peça para que ele segure uma, posicionado de forma clara que não está lançando-a para o início do bate-bola.

2- AQUECIMENTO DOS GOLPES DE FUNDO
Se o seu adversário tentar se impor com batidas fortes, ou forçando-o a correr atrás da bola, ou der uma bola curta, por exemplo, não se atreva a correr, nem se preocupe em bater mais forte ou mais deselegantemente que ele. Uma das dicas é: lance e bata as bolas mais profundas mesmo que perto da linha, ainda que uma ou outra acabe saindo. Bate-bola não conta pontos, aproveite para pegar o ritmo das batidas, efeitos, etc. Após algumas bolas, você se acostumará. Se ele ficar batendo para os lados, fique parado demonstrando que não vai aceitar a provocação e espere as bolas corretamente batidas para o centro. Em último caso, seja inteligente e educado e peça para que ele aqueça corretamente. Isso não demonstrará fraqueza.


3- AQUECIMENTO DOS VOLEIOS
Sempre complete sua rotina de aquecimento. Muitas vezes, seu adversário tenta intimidá-lo batendo bolas fortes sobre seu corpo quando está na rede ou jogando bolas altas de qualquer jeito. Uma boa saída é: dê um, dois ou até três passos para trás e complete seu aquecimento. Há o caso dos oponentes que erguem mau a bola para o seu aquecimento de smash (bolas muito altas, muito baixas ou muito profundas). Diante desse cenário, normalmente você "se enche" e depois de duas ou três tentativas, desiste e volta para o fundo da quadra. Não se atreva! Um bom número de golpes para aquecer o smash estará entre 6 e 10 batidas. Então, tenha paciência e espere as bolas certas ainda que tenha que ignorar e deixar passar as mau levantadas. Complete a sua rotina e, em último caso, chame o adversário à rede e peça a bola um pouco mais baixa, alta, curta etc.


4- AQUECIMENTO DE SAQUE
Não se preocupe com demonstrações de potência e "aces" no aquecimento. Cada um deve sacar o número de bolas que achar adequado. Alguns jogadores sacam duas bolas e já mudam de lado. Neste caso, posicionese para sacar do mesmo lado e, se ele educadamente não voltar, peça: "Pode ser mais quatro bolas deste lado?", por exemplo. Outros terminam o aquecimento e vão para a mesa, deixando você "falando sozinho". Não o siga para a mesa em tom de submissão. Saque as bolas que ainda tiver consigo e, se precisar de mais algumas para se sentir confortável, continue sacando ainda que tenha que pedir para ele jogar as bolas de volta para você. E não aceite o clássico: "Valendo?". Vá para a mesa, molhe a boca, enxugue as mãos e os braços e aí, sim, "Play".

Certifique-se de que esse "joguinho" não vire um jogo de provocações explícito e jogue-o apenas para conseguir um bom aquecimento. Seja sempre educado. E apenas saiba que esse tipo de adversário, não tão "fair play", existe aos montes. Até porque alguns acreditam que isso é apenas uma "manha" de aquecimento, o que não quer dizer que durante o jogo ele agirá da mesma maneira. Mantenha sua rotina e bom jogo.


Instrução - Tática

Artigo publicado nesta revista

O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas