Instrução Juvenil

Cinco dicas para os pais

Como os pais devem se envolver no desenvolvimento do tênis de seus filhos?

Arnaldo Grizzo em 16 de Maio de 2017 às 17:12

Tim Henman é uma das lendas do tênis britânico. Exímio sacador e voleador, ele foi um dos últimos remanescentes do estilo clássico do tênis até se aposentar em 2007. No auge da carreira, chegou a ser número 4 do mundo e foi semifinalista de Wimbledon em quatro ocasiões. Fora do circuito, Henman porém ainda está envolvido com o esporte em seu país.

No ano passado, durante o torneio de Wimbledon, o ex-atleta deu uma palestra para os pais cujos filhos estão desenvolvendo gosto pelo tênis. Pai de três filhas (Rose, Olivia e Grace), todas já jogando tênis, ele defende que as crianças, antes de tudo, devem se manter ativas – com atividades físicas e não somente videogames. A seguir, destacamos algumas dicas de Henman para os pais (tiradas de sua palestra no All England Club pelo jornalista Alex Sharp e publicadas no site oficial de Wimbledon).

Implementar os valores corretos

“Há obviamente casos em que os pais se envolvem demasiadamente. Falando como um pai que tem três filhas, acho que as oportunidades são importantes para oferecer a elas tantas experiências diferentes quanto puder, mas também instalar os valores corretos. Sucesso não é necessariamente vencer, sucesso é maximizar seu potencial e a única forma de você alcança-lo é dar 100%. Portanto, se pais e jogadores entenderem que devem competir e dar o melhor, isso é o melhor valor passado. Se você der seu melhor em tudo que fizer, então você não estará indo muito na direção errada”.

Visão de longo prazo

“É difícil descobrir o envolvimento ideal, pois é como adivinhar ‘qual o estilo certo de se jogar?’ Isso é muito individual entre a criança e os pais, que devem descobrir o que funciona melhor para eles. Alguns pais gostam de assistir aos jogos e treinos, alguns têm uma compreensão verdadeira do jogo e alguns querem mesmo estar envolvidos. Outros pais talvez não queiram se envolver e utilizem a experiência do treinador. Acho que, especialmente nessa idade, se eles estiverem querendo uma carreira no esporte, então é crucial que os pais tenham uma visão de longo prazo. Que os resultados em categorias como 10, 12 e 14 anos não são tudo e o fim de tudo. Se você está tentando desenvolver o jogo de uma criança, é preciso pensar nos fundamentos certos, nas técnicas corretas, aprender o que será um estilo de jogo efetivo aos 18, 19, 20 anos, quando talvez você estará tentando ser profissional. Aí é quando você precisa estar ganhando. Você não vai querer ganhar só no juvenil, com um estilo que só é efetivo nessa idade, em detrimento de seu jogo no longo prazo. Por isso, é importante ter essa visão futura”.

A prática leva à permanência

“É um clichê, mas definitivamente é melhor ter qualidade do que quantidade. Se eu estivesse dando treinos para crianças de 10, 12, ou até 14 anos, o máximo que eles estariam jogando seria duas horas por dia porque, se estiverem treinando apropriadamente, isso é tudo o que eles podem assimilar. Passar cerca de quatro horas por dia na quadra sem treinar apropriadamente, eu diria que não tem a intensidade certa. A prática leva à permanência, ela não leva à perfeição. Se você está plantando maus hábitos, então eles se tornarão permanentes. Portanto, é vital que você plante bons hábitos. Isso é físico, mental e técnico. Essa é uma mensagem poderosa”.

Diversão é primordial

“É muito importante que a criança desfrute do jogo. Se eles estiverem se divertindo na quadra, então absorverão muito mais. Vão aprender a como competir, como vencer e perder. Mesmo que você seja um dos melhores jogadores do mundo, você irá perder e é importante que você aprenda desde então a usar isso como um fator motivador para se tornar melhor”.

Seja criativo

“Às vezes, pode ser um desafio viajar, conseguir equipamento e treinamento, mas eu diria para ser criativo. O melhor exemplo é jogar contra o paredão. Lembro de viagens e torneios que fiz em que aquecer batendo contra o paredão foi de uma grande valia. Eu nunca errei a parede quando batia contra ela. É um oportunidade perfeita para se trabalhar em seus golpes”.

 


Notícias Tim Henman


O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas