Estudos à Frente

Algoz do Brasil na Copa Davis, Youzhny se forma com Doutorado em Filosofia em Moscou

Russo começou com a "vida universitária" em 2005 e se tornou Doutor em Filosofia a fim de mostrar benefícios da relação entre técnicos e atletas

Da redação em 15 de Dezembro de 2011 às 09:23

Divulgação/Reuters
Em setembro, Youzhny frustrou os planos brasileiros de voltar à divisão de elite da Copa Davis
Um dos principais responsáveis pela permanência da Rússia no Grupo Mundial da Copa Davis em 2011, após a vitória sobre o Brasil em setembro, Mikhail Youzhny conseguiu o Doutorado em Filosofia pela Universidade de Moscou no último dia 15 de novembro.

Na cerimônia realizada na Universidade de Educação Física, Esportes Juventude e Turismo na capital russa, o tenista ex-top 8 respondeu aproximadamente a 20 questões a respeito de seu trabalho frente a 16 membros do Conselho Científico aprovado por PhDs (Philosophiæ Doctor).

"Eu contatei meu orientador (de 17 anos), Boris Sobkin, e minha família e amigos também, e a pessoa que me ajudou com o diploma", revelou Youzhny, falando da Tailândia, onde ele tem treinado em sua pré-temporada desde 2000. "Havia muitos professores da Universidade lá. Eu estava um pouco nervoso, respondendo perguntas e raciocinando, não é como jogar uma partida de tênis, coisa que eu faço toda semana."

Divulgação/Reuters
Agora filósofo, russo quer explorar as atitudes do tênis para incentivar trabalho dos técnicos com jovens atletas
O jogador de 29 anos começou a estudar pelo diploma em 2005, sabendo que seu calendário no circuito o obrigaria a ficar concentrado com o tênis em 11 meses do ano. Dessa maneira, o tempo usual de 3 anos para o término do curso seria prolongado.

"Não ligo se me levou 5,6,7,8 anos [para me formar], quando tinha um pouco de tempo disponível, podia fazer devagar", explicou o moscovita, que alcançou sua melhor classificação da ATP em 2008, no meio de sua caminhada com os estudos. "Sinto-me bem porque levei o tempo para fazer o que queria, e terminei. Estou muito feliz com isso", acrescentou.

O trabalho do atual número explora a filosofia e as atitudes do tênis e Youzhny espera que seja um benefício para incentivar técnicos e jogadores. "Esta é minha vida, joguei tênis no circuito a minha vida inteira", disse. "Queria explicar aos mais jovens e dá-los informações sobre o que penso a respeito do tênis. Talvez eu possa ajudar a carreira de muitos técnicos com jovens atletas", concluiu o russo, que começará 2012 no ATP de Doha (Qatar).

Confira mais notícias sobre o mundo do tênis...

 + Site do Australian Open lança "Túnel do tempo"

González reclama da imprensa no Twitter e nega aposentadoria em fevereiro

Um dos destaques do ano, Fish prevê futuro promissor para o tênis norte-americano em 2012

Hewitt revela sonho de ser capitão da Austrália na Copa Davis após encerrar carreira

Roddick e esposa aproveitam férias em parque aquático nas Bahamas

ESPECIAL:Quase! - Depois de dois anos de derrotas frustrantes, revés contra a Rússia, de Mikhail Youzhny, no Play-off da Copa Davis deixou um gosto amargo, sim, porém uma sensação de que estamos quase lá (Confira!)


Notícias



O futuro do tênis


Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 178,80R$ 357,60R$ 178,80R$ 178,80
Assine Agora porR$ 160,92R$ 286,08R$ 99,96R$ 99,96
Desconto
EconomizaR$ 17,88R$ 71,52R$ 78,84R$ 78,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 53,64 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também Munhequeira
O futuro do tênis

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista TÊNIS

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas